quinta-feira, fevereiro 15, 2007

João Brandão

Lá vai o João Brandão
A tocar o violão
Casaca da moda na mão
Atão Atão Atão (bater palmas três vezes)
Tré tré olaré tré tré
Era a moda do meu pai
Oh pastor, lavrador, enganador
rinhinhó, rinhinhó, ó-ó-ó, ó-ó-ó

De todas as cantigas que a minha mãe nos ensinava quando éramos crianças, esta é a que me ficou mais nítida na memória.
Era a que que tinha uma sonoridade mais estranha, comparada com as outras cantigas populares que íamos cantando para ocupar o tempo.
Também as palavras nos soavam estranhas e nós pedíamos à minha mãe que nos explicasse uma a uma. Ainda assim, ficávamos com a sensação de que ficava sempre algo por entender.
Penso que terá sido uma "moda" importada de alguma região do continente, tal como acontece no caso de outras cantigas que se vulgarizaram na ilha em meados do século passado.

Comments:
ola! Sou oriunda da terra do joao brandao "O terror das Beiras" (Concelho de Tábua, Distrito de Coimbra)

é impressionante como a cultura popular é, e como chega a tao longe visto q era uma das cantigas mais cantadas nas festas das aldeias qd o joao brandao foi deportado para o exílio.
 
"João Brandão (Midões (Tábua), 1 de Março de 1825-Bié, Angola, Setembro de 1880) foi um salteador português que ficou conhecido como O terror das Beiras.

Casou em 1863 com D.Ana Eugénia de Jesus Correia Nobre.

Foi acusado de inúmeros assaltos por toda a região das beiras, embora sem provas.

Esteve envolvido em lutas eleitorais foi julgado e condenado em Tábua a 3 de Junho de 1869, pelo assassínio de um padre chamado Portugal.

Em 9 de Outubro de 1870 foi desterrado para Angola, onde morreu em 1880.

Quando João Brandão foi deportado para o exílio, em toda a Beira se organizaram festas populares e o povo cantou na rua.

Ainda hoje faz parte da cultura popular portuguesa, sendo muito conhecida a cantiga Lá vai o João Brandão."
 
A figura de João Brandão é, incontestavelmente, polémica. Herói ou bandido?
Convém estar bem documentado, e as fontes disponíveis nem sempre são concordantes.
"foi um salteador português..." Terá sido? ou coisa parecida e mais actual???
 
Pesquisando esta tão saudosa e por mim tão cantada canção dei com este blog que se me afigura muito interessante e será objecto de uma leitura atenta. A canção era assim se bem que pense faltar um substantivo antes de enganador ou então repetia-se o lavrador:

Lá vai o João Brandão
A tocar o violão
Casaca à moda na mão
E atão! E atão! E atão!
Trai trai, olaré, trai trai
Era a moda do meu pai
Oh pastor, lavrador, enganador
rinhinhi, rinhinhó, á-á-á, ó-ó-ó
 
Postar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!