sexta-feira, maio 08, 2009

bazarouco e borquilha

"- Já tens esta palavra? E aquela?" Eu fico contente. Sorrio. Anoto num papelinho, agradeço e na primeira oportunidade coloco nesta página o novo contributo.
Foi assim, através do contributo de dois amigos, que anotei estas duas palavras, que me parece terem um significado muito parecido. Borquilha é um vilão, uma pessoa simples, sem grandes conhecimentos, de modos atabalhoados. Bazarouco será um homem pouco inteligente, com jeitos desengonçados e ar atarantado, pouco despachado.
Agradeço outras achegas para tentar definir estas duas palavras do vocabulário madeirense.

Comments:
bourquilha antigamente eram os do porto da cruz
 
Aquele marronco!
Casou com um marronco...
Dizia -se também.
 
Lília
Na região Centro do Continente, persistia nos meados do Séc. passado, mas não sei se se mantém, o termo "Bazaruca" com o sentido de mulher muito gorda e indolente.
É um tipo de figura popular mais frequente no feminino que no masculino; daí ser pouco usado o termo "Bazaruco".
Na realidade, este termo é já uma deformação de linguagem do termo "Bazarugo" que, com o sentido que lhe indico, foi fixado pelo grande mestre Cândido de Figueiredo e a deformação da palavra deve-se, penso eu, apenas à sua semelhança com o "Bazaruco" que foi uma moeda que circulou muito na Índia portuguesa por ser de muito baixo valor.
"Borquilha" no feminino, e com o sentido que apresenta não conhecia.
Socorrendo-me dos meus dicionários encontro é "Borquilho" ou "Borquinho" que são termos da Estremadura mas referentes ao boi cujas pontas são em forma de meia lua e muito próximas nas extremidades.
Conjecturo que o qualificativo provenha duma eventual comparação com o comportamento pacífico e servil daqueles grandes e pachorentos auxiliares dos nossos Avós.
Esta comparação entre o carácter peculiar a cada animal e o das pessoas é frequêntíssimo na linguagem popular. Eu diria até que, na linguagem, os animais sempre foram o principal termo de comparação com os seres humanos.
Não será o termo "Marronco", aqui apresentado nos comentários, mais uma achega apoiar a tese que apresento?
Isto que escrevo são apenes conjecturas minhas. Alguém, mais abalizado que eu, que tenha a bondade de nos esclarecer.
Cumprimentos.
 
Postar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!