sexta-feira, janeiro 19, 2007

Vermelho ao poente, vermelho ao nascente

Não é só o melro preto que ajuda a prever o tempo. A Natureza está cheia de sinais, que aprendi a reconhecer desde a infância. Normalmente são ditos sobre a forma de rimas, penso que para se fixarem melhor.
Uma das formas de saber o tempo que vai fazer no dia seguinte é observando se o poente ou o nascente se apresentam de cor avermelhada.
Um pôr-de-sol onde predomina o vermelho, é sinal de sol. Daí o regozijo desta sentença popular: "Vermelho ao poente, é amassar bolo e chamar gente." Convida a uma festa, a perspectiva de um dia de sol, anunciado por um poente vermelho.
Pelo contrário, se for o nascente que se apresente de cor vermelha, é prenúncio de chuva no dia seguinte. O provérbio que estabelece esta sentença é mais engraçado: "Vermelho ao nascente, é pôr a mão no cú e fugir sempre."
Eu dei uma gargalhada e perguntei o que é que o cú tinha a ver com a chuva, mas ninguém me soube responder.

Comments:
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
 
Esta tb. eu sabia que a minha avó dizia.
Ora por a mão no cu é porque se vai borrar com a tempestade!
 
Esta tb. eu sabia que a minha avó dizia.
Ora por a mão no cu é porque se vai borrar com a tempestade!
 
tens um blog muito interessante, gostei!
Na minha terra ( calheta) "vermelho ao nascente, é picar os bois e andar sempre" mas tudo vai dar ao mesmo.
 
Postar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!