segunda-feira, março 27, 2006

Inorar

A propósito de criticar, porque afinal as conversas são como cerejas, uma puxa outra, lembrei-me da utilização de "inorar", uma palavra que ainda hoje ouço dizerem na minha terra.
No tempo em que tomei conhecimento desta nova palavra ela significava criticar. Há poucos dias voltei a ouvi-la com o mesmo sentido. "Ela está sempre pronta a inorar, mas depois ainda faz pior."
Este "inorar" é dizer mal, é apontar defeitos, é criticar por criticar, por maldade. Dentro do espírito da tradicional "bilhardice".
Quando mais tarde aprendi o verbo ignorar no sentido de desconhecer ou de não ligar, fiquei espantada. Lembro-me de ter ficado a pensar, a tentar encontrar uma relação entre os dois termos, diferenciadas por um único "g".
É fácil! A critica é normalmente sinal de ignorância: ignorância- falta de formação, ignorancia-desconhecimento de um assunto, ignorância-em todos os seus mais eruditos sentidos.
Que pena hoje em dia as pessoas serem tão cultas e, no entanto, continuarem a "inorar" tão amiúde e tão sem razão que não a das dores de cotovelo. Quantas vezes melhor ter o cotovelo roto do que tê-lo a doer!

Comments:
Bem, desconhecia completamente esse "duplo" sentido da palavra ignorar, mas é como se diz: "Andando e aprendendo" :)
 
Interessante esta significância do "ignorar" regional. Desconhecia, mas gostei sobretudo da dissertação à volta dele :)
Pelos vistos o rabo do gato está o levar o mesmo descaminho que o desfiladeiro. O meu suspendeu, sem regresso anunciado, mas não deixo de visitar os blogues a que me habituei. Beijos ;)
 
Enjoyed a lot! »
 
Postar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!