quarta-feira, junho 08, 2005

O tempero das pessoas

"É uma pequena; parece que ainda nem sequer está bem temperada!" Ouvi esta expressão para descrever uma rapariga que já deve andar perto dos trinta mas mantém um ar "menineiro", em suma, uma daquelas pessoas que parecem sempre mais novas do que na realidade são. Reconheci e voltei a achar graça ao uso do verbo "temperar" aplicado a pessoas. " Na adolescência, em tardes dedicadas ao bordado ou à tela, por entre os pontos da agulha, e a atenção dispensada às cores das linhas ou das lãs, ao risco do desenho, ou à peça do modelo, lembro-me de fazermos comentários a respeito dos rapazes do sítio e de ouvir às mulheres mais velhas sentenças como esta:"É verdade que ele agora não tem graça nenhuma, mas quando temperar vocês vão ver, há-de ser bonito como um cravo." A minha avó adorava usar a expressão "bonito como um cravo" para os rapazes e "bonita como uma rosa" para as raparigas. E não era difícil ela achar as pessoas bonitas. Para ela, eram praticamente todas.
Mas afinal o que é "uma pessoa bem temperada"? É uma pessoa com os traços, ou as feições já bem definidos, não sujeitos a grandes variações que não sejam as normais do envelhecimento, como as rugas ou os cabelos brancos. O conceito deste "tempero" das pessoas é ter tudo na medida certa, depois daquela fase em que no rosto das pessoas há sempre algo que parece grande ou pequeno demais, ou estranho, como o nariz, a testa, ou as faces cheias de espinhas. Sempre ouvi a expressão usada para o aspecto físico, mas talvez se possa acrescentar a maturidade de sentimentos, pensamentos e acções.
De repente, surpreendo este pensamento: Ao tempo que eu estou "temperada", há tanto tempo que chega a ser assustador. É porém um medo breve, dura apenas uns instantes. Afinal, o "tempero" é a medida certa e nada melhor do que o equilíbrio. Mas também é bom assistir ao crescimento, (especialmente se não é o nosso, comenta o meu eu adolescente) e eu vou tentar assistir ao processo de "tempero" da minha menina transmitindo-lhe a serenidade que ninguém pode ter enquanto não está "temperado". Ela vai irritar-se com os meus comentários e os meus conselhos, é claro que vai, também faz parte. Ela já é linda, mas quando "temperar" há-de ficar ainda mais, de feições e de coração.

Comments:
Por vezes, dava jeito poder "temperar" certas pessoas...
Torná-las mais doces ou um pouco mais picantes. :)

Muito giro.
Beijinhos
Natalie
 
Best regards from NY! »
 
Postar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!