terça-feira, agosto 10, 2004

Um bicho do buraco

Não fui almoçar. Sairam todos e eu fiquei sozinha. Hoje sinto-me "um bicho do buraco", ou seja, estou triste e não me apetece ver ninguém.
Um bicho do buraco. Era assim que a minha avó chamava às pessoas tímidas e envergonhadas. "Não leve a mal, ela é um bichinho do buraco". Era assim que ela me desculpava perante alguma visita ou alguma pessoa conhecida que encontrasse, quando me perguntavam qualquer coisa e eu ficava muito vermelha e totalmente muda, agarrada com mais força à mão dela, e com vontade de desaparecer dali.
Hoje já não sou tímida como era nesse tempo e por isso não se pode considerar, de forma alguma, que seja "um bicho do buraco". Mas gosto tanto desta expressão, que me lembra o riso da minha avó e a sua mão quente na minha, que a uso para dizer que estou triste.
Tenho os meus momentos de "bicho do buraco", é verdade. Como diria o Mia Couto, às vezes gosto de "sozinhar".

Comments:
Conheço a expressão! Eu tb já fui assim!! ;)
 
Conhecia a expressão,também fui assim quando era mais novita,um autêntico "bichinho do buraco" hoje em dia mudei lolol :)
 
Where did you find it? Interesting read here
 
Estive a fazer uma pesquisa sobre a palavra bicho-do-buraco e acabei por chegar a este 'post' já 'antigo'. Visto que neste momento estou a trabalhar em lexicografia, este blog acaba por ter alguns pontos bastante interessantes para quem procura regionalismos com acepções particulares. Doravante, não deixarei de visitá-lo de vez em quando.

Um bem-haja,

Eugénio (mais outro madeirense desterrado há muito)
 
Postar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!